Skip to the content

CDECK

Desenvolvido para resistir às mais exigentes condições climatéricas, o deck compósito CDECK é a solução ideal para pavimentos exteriores, tanto em zonas residenciais como comerciais, incluindo terraços, varandas, jardins, piscinas, esplanadas, marinas, etc.

A par da sua extrema resistência e durabilidade, apresenta-se como um produto de elevado valor estético que combina com diferentes estilos arquitetónicos. Fabricado em Portugal respeitando elevados padrões de qualidade e as exigentes normas ambientais, destaca-se pela simplicidade de montagem e pelas vantagens do seu sistema de fixação flutuante.

Características e vantagens

  • Estética e Durabilidade

    • 25 anos de garantia
    • 3x mais resistente
    • Não necessita de tratamento
    • É antiderrapante ( Classe máxima)
    • 6 cores para escolher
  • Quick-fix system

    • Instalação 3x mais rápida
    • 1 parafuso por régua
    • Possibilidade de retirar réguas pontuais
    • Réguas alvéolares e maciças
    • Apoios de PVC e alumínio
  • Solução completa

    • Peças de degrau acabadas
    • Réguas de fecho
    • Plataformas elevadas
    • Compatível com fachada (CWALL)
    • Compatível com vedação (CFENCE)

Cores e Portefólio

Escolha a solução e a cor que melhor se enquadra no seu projecto.

Simular Orçamento

Desenhe a planta do seu espaço.

Perguntas Frequentes (FAQ's)

O CDECK é uma gama de produtos inovadores que resulta de vários anos de investigação e desenvolvimento de materiais compósitos de elevado desempenho. Foi desenvolvido para resistir às mais exigentes condições climatéricas, constituindo-se como a solução ideal para pavimentos exteriores, tanto em zonas residenciais como comerciais, incluindo terraços, varandas, jardins, piscinas, esplanadas, marinas, etc.


A par da sua extrema resistência e durabilidade, apresenta-se como um produto de elevado valor estético que combina com diferentes estilos arquitetónicos.


Fabricado em Portugal respeitando elevados padrões de qualidade e as exigentes normas ambientais, destaca-se pela simplicidade de montagem e pelas vantagens do seu sistema de fixação flutuante.


O CDECK combina estética, resistência e durabilidade com facilidade de montagem e manutenção.

As réguas são fabricadas num compósito que combina madeira com termoplástico, PVC, no caso do CDECK, mais conhecido por WPC (Wood Plastic Composite).

A IHT utiliza PVC em detrimento de outros polímeros, pelo facto deste apresentar elevadas resistência química e mecânica, boa estabilidade térmica e elevada resistência à radiação e outros elementos do clima. A sua versatilidade e a sua vida útil (superior a 50 anos) faz com que seja utilizado em produtos, desde o sector da construção até à área da saúde.

No caso do CDECK, a percentagem de madeira é de cerca de 50%.

A madeira funciona como carga funcional na mistura, sendo o componente mais barato da matéria-prima. Percentagens elevadas de madeira diminuem o custo do produto, mas reduzem o desempenho, aumentando a absorção de água, e logo, a variação dimensional. Por outro lado, percentagens baixas melhoram o comportamento face à água, mas aumentam o custo e pioram o aspeto, ficando o produto com um aspeto plástico.

Cada fabricante encontra o seu equilíbrio entre qualidade e custo. No caso do CDECK, a percentagem de madeira foi definida para obter elevado desempenho em todas as características, mecânicas e de absorção de água, sem comprometer o aspeto do produto.

De facto, mais do que a madeira ou do que polímero são outros aditivos que provocam grandes diferenças de desempenho nos WPC’s. É à custa da adição de elementos como modificadores de impacto, filtros UV, antioxidantes, estabilizantes, compatibilizantes, etc., que se conseguem ter produtos que parecendo iguais apresentam características extraordinariamente diferentes. É à custa de formulações ricas e equilibradas que se conseguem produtos como o CDECK que apresentam desempenhos extraordinários com resistências mecânicas 2 a 3 vezes superiores aos WPC’s correntes.

Elevado desempenho mecânico (deck alveolar mais resistente do que grande parte dos decks maciços que estão no mercado, e 2 a 3 vezes mais resistente do que a maioria dos alveolares) devido à formulação, e ao método de produção;
As réguas têm dois acabamentos diferentes, podendo o cliente escolher qual pretende aplicar;
Sistema de fixação por clipagem patenteada que permite poupar tempo de instalação e recursos (parafusos);
Possibilidade de abertura individual das réguas (clip intermédio pró);
Necessita apenas de um parafuso por régua;
Apoios em PVC ou Alumínio que garantem elevada estabilidade e durabilidade;
Variedade de cores das réguas (6) e de clips (3);
Réguas alveolares e maciças com a mesma configuração, o que permite misturar, numa mesma instalação, os dois tipos de réguas;
Vasta gama de perfis e acessórios que garantem soluções para quase todas as situações.
Marcação C.E. – ETA 13/0438 - (garantia de qualidade e conformidade com os regulamentos aplicáveis);

O sistema de fixação do CDECK é um sistema único e patenteado. Este sistema é muito fácil de instalar e de desinstalar, porque é de encaixe e leva apenas um parafuso por régua. É composto por vários tipos de clips para diversas situações, entre os quais um clip que permite a fácil abertura individual de réguas, seja para aceder a um esgoto, para aceder a uma caixa de visita, ou simplesmente para fazer uma limpeza mais profunda. Para além destas vantagens, o sistema de fixação permite ao deck flutuar, o que garante uma maior adaptabilidade do pavimento às variações dimensionais.

Os apoios em PVC ou Alumínio garantem maior durabilidade, porque, na maioria dos casos, os apoios estão em contacto direto com o chão, o que faz com que estejam mais sujeitos à ação da humidade, dos agentes biológicos, etc. Como estes materiais são muito resistentes, garantem uma maior longevidade a todo o sistema.

O Sistema CDECK tem um tempo de vida útil expectável superior a 30 anos. Ainda de referir que tanto a cor como o conforto ao tato do CDECK manter-se-ão praticamente imutáveis ao longo da sua vida útil, ao contrário dos decks em madeira que com o passar dos anos, e em consequência da permanente variação do teor de humidade e temperatura, terão rachas, perderão a sua elasticidade e consequentemente surgirão as farpas e o desconforto no pisar.

O CDECK é um produto semi-natural, pelo que as variações na cor e textura são suscetíveis de aparecer com o tempo. Durante os primeiros meses, após a instalação ao ar livre, a cor irá mudar gradualmente até estabilizar. A cor final das réguas assumirá um tom mais leve e natural do que a cor original, devido à absorção de água pelas fibras de madeira. Uma vez estabilizada, a cor e a textura permanecerão praticamente imutáveis.

Sim. O CDECK, para além de ser isento de nós e farpas, é extremamente antiderrapante mesmo com piso molhado.

Sim. E é igualmente resistente aos tratamentos utilizados em piscinas.

O coeficiente de condutibilidade térmica do CDECK é muito similar ao da madeira, o que faz com que o seu comportamento seja muito similar. Tal como na madeira, as cores mais escuras irão aquecer mais do que as mais claras, devido ao facto de absorverem mais radiação. As réguas alveolares aquecerão um pouco menos do que as maciças devido ao facto de permitirem alguma ventilação no interior.

No caso do CDECK, as réguas maciças e alveolares têm exatamente a mesma configuração externa, e são feitas do mesmo material, residindo a diferença somente no facto das alveolares serem ocas e as maciças serem compactas.

Vantagens - As réguas maciças têm maior resistência mecânica do que as alveolares nomeadamente no que toca à resistência ao choque/impacto, tendo também menor variação dimensional devido à humidade;

Desvantagens - As réguas maciças (caso sejam feitas com a mesma receita das alveolares) são mais caras, porque têm mais matéria-prima. Como têm mais massa e menos área exposta, aquecem um pouco mais do que as alveolares.

Não. As réguas CDECK por serem em WPC, contém madeira, pelo que, estando submersas de modo permanente, poderão sofrer alterações na sua configuração devido a uma absorção excessiva de água.

A escolha das réguas (maciças ou alveolares) depende de vários fatores, começando pela qualidade do produto.
No caso da maioria dos compósitos existentes no mercado, especialmente os que são feitos com Polietileno ou Polipropileno, é desaconselhada a utilização de réguas alveolares, seja em que situação for, porque a resistência mecânica dos mesmos é normalmente muito baixa (entre 25 a 50 % da resistência do CDECK).

No caso do CDECK, a utilização de réguas maciças só se justifica em situações muito particulares, tais como:
- Ambientes extremamente frios, onde facilmente se possam atingir temperaturas abaixo de 20º negativos;
- Ambientes de extrema humidade permanente, como por exemplo saunas ou piscinas interiores com humidades e temperaturas elevadas constantes;
- Ambientes ou zonas com elevado risco de submersão total ou parcial das réguas, ou zonas em que é provável a entrada de água para dentro dos alvéolos, como por exemplo piscinas de descarga ao nível do pavimento;
- Zonas de prováveis impactos mecânicos elevados, por exemplo zonas de restauração onde se descarreguem barris de cerveja, botijas de gás, etc.

O CDECK apresenta-se na forma de réguas maciças e alveolares, com a mesma configuração, de modo a permitir que, numa instalação, onde existam zonas como as descritas anteriormente, se possa combinar as duas soluções. Ainda assim, há que salientar que o CDECK alveolar é mais resistente do que grande parte dos decks maciços existentes no mercado.

1. CTOOL
2. Maço de borracha;
3. Chave de fendas de 4mm;
4. Berbequim;
5. Aparafusadora;
6. Máquina de Corte circular (com disco para madeira);
7. Brocas;
8. Fita métrica;
9. Materiais descritos na Ficha Técnica;

Não. O CDECK foi desenvolvido e testado como um sistema, onde cada componente assume um papel específico, pelo que, deve ser sempre instalado com os respetivos acessórios e cumprindo as indicações dadas pela Ficha Técnica, por forma a garantir a durabilidade e a estabilidade a longo prazo.

Sim, qualquer pessoa conseguirá instalar CDECK, desde que tenha as ferramentas adequadas e alguma aptidão para “bricolage” pois é fácil, a IHT disponibiliza uma ficha técnica muito completa e vídeos online que explicam passo a passo como é que se faz.

O CDECK pode ser instalado em qualquer zona/ local desde que respeite as condições exigidas na respetiva Ficha Técnica.

Não, as réguas não podem nunca ser instaladas diretamente no solo, porque é necessário garantir uma caixa-de-ar entre as réguas e o solo, caixa essa que é assegurada pelos apoios.

Não, os apoios CDECK têm obrigatoriamente de ser fixos ao chão ou sobre estrutura sobrelevada. Caso não seja possível aparafusá-los (por exemplo quando o pavimento de suporte está impermeabilizado) os apoios deverão ser colados com uma cola adequada à situação que garanta o mesmo nível de fixação que o aparafusamento. É de extrema importância garantir uma fixação efetiva dos apoios para garantir a estabilidade do sistema.

Não, por três razões:

1. A terra pode ceder em determinadas zonas, o que faria com que o pavimento ficasse ondulado;
2. Como explicado anteriormente, os apoios têm de ser bem fixos ao pavimento ou à estrutura de suporte, para que as variações dimensionais das réguas, devido às variações de humidade e de temperatura, não provoquem o levantamento de determinadas zonas, especialmente nas extremidades;
3. A terra permite o aparecimento e crescimento de ervas e plantas, que mais cedo ou mais tarde obstruirão a caixa-de-ar necessária na parte inferior.

Existem duas formas de o fazer.

A primeira passa por criar uma estrutura autoportante usando os acessórios do sistema CDECK e respeitando o definido no Manual de Instalação da Ficha Técnica. Essa estrutura deverá ser assente em bases de betão ou lajetas amovíveis com área suficiente para distribuir o peso sem provocar afundamentos do terreno, assegurando simultaneamente que não crescerão ervas ou plantas por baixo do pavimento, o que pode ser atingido colocando uma manta geotêxtil em toda a área.

A segunda forma, passa por colocar vigas de betão invertidas por baixo dos apoios (aparafusando-os às mesmas e garantindo as distâncias indicadas na ficha técnica), apoiando-os em toda a extensão (por forma a criar uma estrutura robusta), e colocando manta geotêxtil nos intervalos das vigas, para garantir que não crescerão ervas ou plantas por baixo do deck. Para conferir maior estabilidade a todo o sistema pode-se ainda encher os intervalos entre as vigas com pedra ou gravilha.

Não, é absolutamente essencial garantir o devido espaçamento entre réguas, porque as variações de temperatura e de humidade provocarão variações dimensionais nas réguas e, caso não sejam garantidas as folgas indicadas na ficha técnica, o deck poderá empenar, levantar ou partir, se bem que no caso do CDECK, devido ao seu extraordinário desempenho mecânico o mais provável é que o deck obrigue os materiais que se encontram na sua periferia a ceder, podendo inclusivamente partir as paredes circundantes.

Se a régua que pretende remover estiver localizada no início do estrado, deverá retirar o clip terminal e proceder à remoção da régua normalmente. Caso a régua se situe no centro do estrado e não contenha clips intermédios pró, deverá cortar os clips intermédios com auxílio de uma rebarbadora, e posteriormente fazer a reinstalação da régua com clips intermédios pró.

Não, as réguas de fachada (CWALL) não devem ser usadas no piso, porque é importante para os compósitos garantir uma boa drenagem de água. Sendo que a folga da fachada não é suficiente para aplicação em piso.

O CDECK deverá ser lavado usando uma lavadora de alta pressão garantindo uma distância mínima de 30 cm entre a saída do jato e as réguas, e com uma pressão máxima de 150 bar, lavando sempre no sentido do comprimento das réguas. Poderá também usar-se detergente suave, ou uma solução clorada (água com um pouco de lixívia) e uma escova macia.

Tal como acontece com outros tipos de pavimentos e revestimentos, também no CDECK podem aparecer sinais de musgo quando se conjugam certos fatores, especialmente em ambientes húmidos, com fraca exposição solar e onde exista a tendência para a acumulação de pó, pelo que, é recomendada uma lavagem periódica ao pavimento para a manutenção do seu bom aspeto e para garantir a não deposição permanente de resíduos.

Para nódoas ou manchas mais persistentes, provocadas pela queda de produtos sobre as réguas, atue de imediato no sentido de minorar a absorção desses produtos por parte das fibras de madeira, lavando as réguas e esfregando com um esfregão de palha-de-aço no sentido do seu comprimento.

Caso não as consiga remover através deste processo, poderá escovar as réguas com uma escova de aço ou lixá-las com uma lixa. Esta ação provocará uma diferença de cor na zona intervencionada, no entanto, essa diferença desaparecerá com a estabilização da cor. Se preferir não escovar ou lixar as réguas, o mais provável é que com o passar do tempo e com as lavagens regulares, as manchas tenderem a ser menos visíveis ou a desaparecer por completo.

Sim. O CDECK, desde que instalado e mantido de acordo com as regras apresentadas na ficha técnica, tem um período de garantia de vinte e cinco (25) anos, no caso de instalação em espaço residencial privada, ou de dez (10) anos, no caso de instalação em espaço comercial ou de acesso público.

Instalação

Nunca foi tão fácil aplicar um deck.

Aprenda com os nossos profissionais.

Downloads

deck Catálogo IHT

Catálogo IHT

 

 

Download
deck Ficha Técnica CDECK

Ficha Técnica CDECK

deck Declaração de Desempenho CDECK

Declaração de Desempenho

deck Manual estrados CDECK

Manual de Instalação Estrados

Contactos

Morada

Zona Industrial de Soure, Lote 15
3130-551 Soure Portugal

Telefone: +351 239 501 339

Email: geral@iht-group.com

Saber mais informações

Temos uma equipa disponível a prestar-lhe todos os esclarecimentos que necessitar.

Por favor introduza o seu Nome
Por favor introduza o seu Apelido